The Moodys Effect III – Especial Pilotos parte1

Posted: 2012/01/03 in Análises de Temporada, Crónicas, Séries Americanas, Séries Britânicas

E chegamos finalmente à altura do ano em que surgem as novas séries para tapar o lugar das canceladas, entre a muita oferta que surge algumas ficam rapidamente pelo caminho outras ganham espaço na preferência dos fãs de séries. Não é com grande expectativas que esta temporada traga algo de inovador, apesar de tudo deu para ver que as audiências não foram tão massacrantes como no ano passado, existem algum potencial, mas também existe muita coisa que ficará no esquecimento. Entre comédias, policiais e dramas, este parece ser o ano em que o nível está bastante equilibrado destacando para já uma comédia e um policial: 2 Broke Girls e Prime Suspect. Mas esta é somente a primeira semana (segunda se considerar-mos a semana da CW como o inicio), mais séries ainda estão para vir até meados de outubro. Por agora olhemos para o que já podemos saborear da nova colheita de séries.

Comédias:

New Girl

A série cai facilmente em exageros, mas tem alguma piada e isso por vezes basta. Sendo um piloto o objectivo é explorar a personagem principal e a Zooey Deschanel consegue cativar. Embora não seja suficiente para nos convencer a seguir acredito que daqui a 10 episódios ou mais a série encontre o seu caminho e possa brilhar.

Aprovada

2 Broke Girls

Das comédias até agora apresentadas esta foi a que mais gostei, o tema é actual e brincar com assuntos sociais como a crise económica e as vigarices de quem tenta se safar como pode é suficiente para gerar alguma boa disposição. É somente um piloto e como tal sabe a pouco, mas a dupla parece funcionar e ficamos curiosos até onde pode ir a imaginação para se atingir um objectivo de vida.

Aprovada

Free Agents

Simplesmente há adaptações que não deviam ser feitas e quem já viu a versão original ficou parvo como estupidificaram tanto na versão americana. Uma série parva sem ponta por onde pegar e que explora um casal que química não tem nenhuma e portanto não convence nas piadas sexuais forçadas quanto mais no resto.

Reprovada

Up All Night

Mais uma série sobre casais e bebés com nuances de que já vimos isto em 300 séries, o casal não funciona, as piadas são básicas, os secundários são chatos e eu não gosto do Will Arnett. Vinte minutos que custaram a ver e como tal não tenho nada mais a acrescentar.

Reprovada

Whitney

E na onda da típica série sobre casais cá está mais uma, aqui o casal até funciona por vezes, mas todo o enredo parece reciclado e acabamos no final do episódio por achar que não houve ali nada de novo. Há momentos que têm alguma piada e até podemos achar que existe algum potencial escondido sobretudo com a presença dos secundários. A única diferença entre esta série e Up All night é que aqui não há um bebé a chatear e portanto é algo para aguardar uma temporada para ver se amadurece.

Reprovada

Dramas:

Ringer

Se há série que podia ser considerada uma comédia era esta, mas não… é uma novela da tvi com gémeas… olhos de águaaaaaaaaa… desculpem falei em água? Então vejam os primeiros 10 minutos da série e apreciem a excelente produção sobretudo a cena do barco. Não sei como sequer isto foi um piloto mandado produzir pela CBS. Existe lá o Richard… ops o Nestor Carbonell que faz quase o mesmo que em Lost… na série nem tudo é mau mas sinceramente esperava mais da Buffy… pois é este o problema actores presos a papeis antigos.

Reprovadissima

The Playboy Club

Esta é a série que queria ser Mad Men na tv aberta como disse o António Guerra, mas é basicamente uma série sobre uma casa de alterne nos anos 60. E depois dificilmente conseguimos entrar naquele tempo, não existe um enquadramento temporal e a série corre com pressa para nos dar tudo o que tem e prova que tem muito pouco. Tinha algumas expectativas mas sabia perfeitamente que a NBC iria limitar demasiado a série, nota-se a falta de investimento e a pouco interesse das personagens. Não lhe dou vida longa, no entanto vamos esperar que possa melhorar com o tempo.

Reprovada por agora

Revenge

Uma enxurrada de histórias de gente rica e vinganças e clichés. À partida a série parece esconder algo mais, mas rapidamente percebemos que a história vai andar ás voltas do mesmo o tempo todo. Isto de criar novas identidades mas ir morar para a sua antiga casa parece-me pouco coerente e depois parece que a vilã consegue tudo o que quer de mão beijada… lamento mas não me convence. O elenco é fraco, a história parece uma série de verão com argumento banal e não vejo isto ir muito longe.

Reprovada

The Secret Circle

Nem me vou alongar muito pois ao fim de 25 minutos já estava a desesperar com tamanho aborrecimento. Rapidamente percebemos que isto é mais uma série teen onde os adolescentes têm poderes de bruxaria…  A história segue a linha de Vampire Diaries, a autora é a mesma, e portanto comecem as festinhas da vila. Adeus.

Reprovada

Policiais/Procedurals:

A Gifted Men

Para quem gosta de histórias na linha de Ghost Whisperer esta é a ideal, fiquei algo surpreendido com o piloto bem conseguido e sem cair em exageros dado que fala do oculto. Claramente vamos ter aqui casos da semana, mas se a série conseguir esta dimensão sóbria e sem estar sempre a procurar explicações cientificas pode revelar-se bastante apelativa. Tem aquele senão de a irmã do protagonista ter em segundos percebido o que se passava e a cena do bruxo… mas o enquadramento funcionou e a historia da ex mulher morta tem pés para andar. Sobretudo tem um elenco muito competente.

Aprovado

Charlies Angels

Nem consegui ver até ao fim, a sequência inicial é tão mal feita que ficamos logo com um pé ou dois ou três atrás e depois é o chorrilho típico de cenas desconexas, mau argumento, maus actores e tudo o mais… uma tragédia há muito previsível.

Reprovadissima

Person of Interest

O conceito da serie não é mau, o problema aqui são mesmo os actores, tudo bem que isto não passa de um procedural com aspecto pro futurista, embora a única coisa futurista seja a tal máquina… Mas depois damos por nós em situações onde parece tudo feito para sermos enganados. O Caviezel nunca me agradou como actor e sinceramente este papel não é nada que uma série policial não faça, depois temos o Ben do Lost, sim é ele porque não há ali diferença nenhuma entre personagens, tirando talvez aquela ideia de ser o salvador dos ignorados… mas não se consegue dissociar e a serie falha bastante. Tinha mais esperanças na série e apesar de ter potencial foi uma desilusão. A certa altura achei que o Caviezel ia ser recrutado para ir para a ilha… mas foi só uma ilusão momentânea que o Ben estaria de volta ao serviço.

Reprovada

Prime Suspect

Ora aqui está uma série que nem fazia ideia ao que vinha e fiquei extremamente surpreso pela sua capacidade de mesmo estando no policial comum ser diferente, e realista, de tudo o resto. Só me lembro de uma série parecida em Southland, mas aqui ninguém é perfeito e o ambiente  entre personagens é tenso o tempo todo. A série é sobre uma mulher no meio de homens e todos os problemas e dificuldade de se integrar numa esquadra dominada por machistas. É uma adaptação muito bem conseguida da série britânica. A protagonista, a actriz Maria Bello, é competente e rapidamente nos consegue dominar nas suas emoções e frustrações.

Aprovada

Unforgettable

Tal como Prime Suspect esta é outra série que vence pela sua actriz principal, Poppy Montgomery, que rapidamente passa uma forte empatia ao espectador. A série foca-se numa ex policia que retém tudo na memória, ou seja uma espécie de habilidade especial (condição médica) que lhe permite buscar qualquer pormenor de um local ou conversa que tenha tido anteriormente. A premissa pode parecer um bocado rebuscada, mas funciona porque não é tratada como exagero ou dramatizada demais, series como o Mentalista e Lie To Me usam o mesmo conceito. Existe uma história de fundo que nos é mostrada no primeiro episódio e mais uma vez a CBS acertou em cheio no argumento.

Aprovada

De lembrar que esta é somente a minha opinião sobre as novas séries e uma ajuda a quem está indeciso em ver ou não ver alguns dos pilotos, na realidade destas novas séries não deverei seguir quase nenhuma, por falta de tempo e por não terem a capacidade de me seduzir definitivamente. É bom ficar com algumas na memória quem sabe mais tarde podem vir a mostrar-se bem mais do que aparentam.

E assim terminamos a primeira parte desta viagem pelos novos pilotos, ainda há muita coisa por estrear sobretudo algumas séries do cabo. Na próxima edição iremos olhar para o que falta. Até lá.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s