Esta Odisseia que não conseguem compreender…

Posted: 2013/02/03 in Novidades, Séries Portuguesas
Etiquetas:, , , , ,

A RTP trouxe-nos há algumas semanas uma das propostas mais arrojadas de humor que temos visto nos últimos anos. De facto este é um produto que dificilmente irá gerar consensos devido à sua infindável capacidade de passar por cima do estabelecido e do óbvio. Depois de O Último a Sair que conseguiu um relativo sucesso ao desmontar freneticamente todos os clichés possíveis e imaginários dos reality shows Bruno Nogueira traz este Odisseia que vai mais longe ao sair fora de qualquer norma ficcional que a tv portuguesa já viu.

Este humor tão nonsense e tão realista tem muita da sua génese nos Monty Python’s, onde também Herman José retirou muita da sua capacidade de exceder limites em tempos idos da saudosa Pensão Estrelinha ou Herman Enciclopédia e esse é um humor que nunca irá agradar a todos. Nos tempos que correm o rir tem tendência a ser cada vez mais fácil, seja usando o quotidiano ou as caricaturas e programas como ‘gosto disto’ e mesmo o já terminado ‘Anti Crise’ pegavam em coisas banais e apenas as espremiam. Habituamo-nos muito ao humor social, muito em voga sobretudo pelo ‘5 para a meia noite’ que oscila entre alguma fraqueza de conteúdo de alguns momentos de genialidade.  Mas onde é que este Odisseia encaixa num universo de humor tão quadrado e tão descartável como o nosso?

Não encaixa, é uma experiência nova. É drama e humor numa centrifugadora onde rebentou um pacote de bolachas de água e sal. Mas comecemos pelo inicio. Esta é a historia de dois amigos com alguns problemas, os reais Gonçalo Waddigton que tem problemas familiares e Bruno Nogueira que não fazemos a mínima ideia do que tem, mas que se tenta suicidar por razões que talvez se descubram. É partindo deste mistério que se desenrola um roadmovie onde os dois actores se cruzam com as situações mais caricatas, seja flops teatrais, sejam fãs desiludidos e muito mais para vir. No fundo é a ficção a misturar-se com a realidade, os dissabores da fama real e das vidas ficcionais de ambos.

Mas o elemento que salta à vista é a capacidade que quem escreveu isto antecipar o pensamento do espectador, quando sentimos que aquilo é uma enorme merda eis que pára tudo e aparecem os autores a discutir a porcaria que escreveram ou a produção a parar as filmagens porque as cenas não fazem sentido e todo um conjunto de momentos completamente surreais como Nuno Lopes aparecer do nada com personagens variados.

Ninguém sabe ao certo o que é isto, muitos criticam e se calhar têm razão não é qualquer pessoa que acha piada ao Nogueira e o Waddington aos peidos a conduzir uma roulote ou a produção do programa toda em fuga porque não tinham como pagar o gasóleo. Depois existe um rol gigante de referências cinematográficas ou até sociais e pormenores que escapam como o que hoje alguém notou de que o desenho das tshirts mudavam conforme a situação em que eles se encontravam. É algo que não se capta à primeira é para rever duas ou mais vezes.

Eu confesso-me surpreendido pela aposta da RTP porque séries destas são sempre um risco mas é algo inovador e que promove a liberdade criativa, certamente irão chover criticas e aplausos mas isso é também sinal que marca a diferença, porque já ninguém quer saber se o A Tua Cara não me é Estranha tem muitos travestis ou não, porque o registo é sempre igual e não há novidade nenhuma ali. Por menos audiências que isto possa ter é já uma das apostas ganha do canal até porque o sucesso não se faz só do momento.

Quando a série terminar poderemos fazer um balanço se valeu a pena esta Odisseia que tal como se canta no genérico ‘não consigo compreender’. Até lá continuem a seguir a aventura aos Domingos ás 21h ou no site da RTP onde os episódios e alguns vídeos extra estão disponíveis.

E não se esqueçam QUEREMOS PÃO COM CHOURIÇO!!

Anúncios
Comentários
  1. OutofWorld diz:

    é mesmo isto, «muito à frente» e ainda bem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s