Posts Tagged ‘cinemax’

house

Com o final do ano começamos a olhar para trás para perceber o que fizemos de bom e de mau, o que podia ter sido melhor e o que ganhamos com o tempo que passou. No mundo das séries é igual, um ano gera imensas histórias muitos continuam outras acabam e outras ninguém se lembrará mais e este foi um relativamente produtivo com significativas mudanças no panorama televisivo. Esta rubrica limitada vai-nos levar numa pequena viagem no tempo para relembrar as séries que este ano se destacaram. Como é natural esta é a minha visão e certamente irão notar ausências significativas o que quer dizer que ou ainda não tive tempo de ver a temporada actual ou simplesmente não sigo a série. São 50 séries divididas em 5 capítulos, sem nenhuma ordem de preferência.

1. Banshee T1

Com o selo de Alan Ball ( True Blood) esta série foca-se na história de um ex condenado que ao matar o novo sheriff da pequena localidade que dá nome à série se aproveita desse facto para se passar pelo mesmo e assim fazer justiça à sua maneira, mas as suas intenções são moldadas com sombra do seu passado. É uma série cheia de acção e sexo qb. Não é das tramas mais originais até porque as semelhanças com Justified são algo gritantes mas tem o tom certo e as personagens conseguem ser bastante interessantes pela sua dualidade.

2. Shameless T3

A terceira temporada estreada no inicio do ano deixou um pouco a desejar relativamente ás anteriores mas este parece ser um ano de massacre de protagonistas e a mudança efectuada a custo pode de alguma forma ter salvo a série. As histórias continuam em torno das mesmas questões, dinheiro, álcool e sexo. Fiona a tentar safar a família de problemas, os irmãos e o pai a criarem ainda mais. É  uma série que vale a pena seguir pela insanidade das personagens  e por mostrar um universo menos bonito das cidades americanas. De destacar a presença do português Pepe Rapazote que foi lá deixar a sua marca.

(mais…)

Deixando para trás um ano de séries muito parco em novidades, 2013 chega-nos com alguma força e com possibilidade de alguns sucessos por antecipação. Embora o mercado televisivo americano esteja tal como a própria economia a rodopiar em si mesma sem saber onde vai cair. A criatividade de outros tempos parece agora tender a capturar formatos repetidos, e normalmente seguro por adaptações, pseudo remakes e até colagens a ideias que resultam em alguns canais. Séries como Homeland, Walking Dead e Once Upon a Time parece ter aberto um novo horizonte, mas o duelo continua a ser ganho pelo cabo. As novidades que por aí estão a chegar podem ser o melhor do ano, mas podem também cair no habitual erro de se imitar demais o que outros já fizeram.

Apresento de seguida algumas das estreias já previstas para os primeiros meses do ano:

Deception (NBC)

Será previsivelmente uma espécie de Cluedo americano. Partindo da morte de uma Socialite famosa aparentemente por overdose, a melhor amiga, agora detective resolve regressar ás origens e infiltrar-se naquela peculiar família a fim de descobrir a verdade sobre a sua morte.

Estreia a 7 de Janeiro

(mais…)

Já há algum tempo que vinham a faltar por aqui as séries inglesas, curiosamente até falei numa a crónica passada mas isso agora não interessa nada. Este mês vamos passar uma vista de olhos por três séries distintas do panorama inglês, começando pela terceira temporada de Downton Abbey e como a série se degradou ligeiramente, analisar a recente Hunted e facto de ser uma surpresa fora do habitual da BBC e ainda Bedlam que apesar de já ter sido exibida no verão passado só agora visualizei a segunda temporada.

(mais…)