Posts Tagged ‘The Following’

Klondike_Promo

Janeiro é conhecido como o inicio da Mid Season e portanto é habitual surgir um número relativo de novas séries nesta altura, além das estreias há também muitos regressos sobretudo no cabo, é o caso de Shameless e House of Lies na Showtime e Girls na HBO. Outros regressos a destacar são novas temporadas de Being Human, Archer, Cougar TownJustified e Banshee no cabo. Nas redes nacionais americanas surgem algumas apostas para preencher espaço de séries em pausa ou canceladas como é o caso de Community, Suburgatory e The Following. Em Inglaterra teremos novas temporadas de Top Gear e Call the Midwife.

Mas esta rubrica pretende destacar o que vai estrear de novo e aqui ficam vídeos das séries que irão ser lançadas até final deste mês, com géneros para todos os gostos desde o terror passando pelo suspense, procedurals, aventura, acção e comédia.

Dia 2: The Assets – ABC 

Dia 7: Killer Women – ABC

(mais…)

Anúncios

house

Com o final do ano começamos a olhar para trás para perceber o que fizemos de bom e de mau, o que podia ter sido melhor e o que ganhamos com o tempo que passou. No mundo das séries é igual, um ano gera imensas histórias muitos continuam outras acabam e outras ninguém se lembrará mais e este foi um relativamente produtivo com significativas mudanças no panorama televisivo. Esta rubrica limitada vai-nos levar numa pequena viagem no tempo para relembrar as séries que este ano se destacaram. Como é natural esta é a minha visão e certamente irão notar ausências significativas o que quer dizer que ou ainda não tive tempo de ver a temporada actual ou simplesmente não sigo a série. São 50 séries divididas em 5 capítulos, sem nenhuma ordem de preferência.

1. Banshee T1

Com o selo de Alan Ball ( True Blood) esta série foca-se na história de um ex condenado que ao matar o novo sheriff da pequena localidade que dá nome à série se aproveita desse facto para se passar pelo mesmo e assim fazer justiça à sua maneira, mas as suas intenções são moldadas com sombra do seu passado. É uma série cheia de acção e sexo qb. Não é das tramas mais originais até porque as semelhanças com Justified são algo gritantes mas tem o tom certo e as personagens conseguem ser bastante interessantes pela sua dualidade.

2. Shameless T3

A terceira temporada estreada no inicio do ano deixou um pouco a desejar relativamente ás anteriores mas este parece ser um ano de massacre de protagonistas e a mudança efectuada a custo pode de alguma forma ter salvo a série. As histórias continuam em torno das mesmas questões, dinheiro, álcool e sexo. Fiona a tentar safar a família de problemas, os irmãos e o pai a criarem ainda mais. É  uma série que vale a pena seguir pela insanidade das personagens  e por mostrar um universo menos bonito das cidades americanas. De destacar a presença do português Pepe Rapazote que foi lá deixar a sua marca.

(mais…)

The Following

The Following foi um dos projectos da FOX da temporada 2013/14 que mais chamou a atenção nos pilotos, sobretudo por ter no seu elenco Kevin Bacon que vinha directamente do cinema e James Purefoy um actor com provas dadas em diversas séries americanas, onde se inclui Rome.

A grande premissa da série baseada num serial killer e um culto à sua volta podia de alguma forma nos levar ao universo de Silêncio dos Inocentes e foi talvez essa expectativa e também o facto de a Fox ter um historial de algum arrojo em séries fora da caixa que talvez tenha despertado tanta curiosidade. A série teve um pequeno percalço que até acabou por ser uma mais valia, o facto de Kevin Bacon não querer estar preso à série o ano todo, o que implicou que a temporada fosse de apenas 15 episódios e a sua estreia colocada em Janeiro. O que não é problema para o canal visto essa estratégia ter funcionado durante longos anos com 24.

Mas o que fez diferente The Following para ter sido um sucesso relativo? Até que ponto uma série deste género consegue passar entre a tão feroz censura critica americana? É isso que vamos tentar perceber nos próximos parágrafos. (com spoillers)

(mais…)

Deixando para trás um ano de séries muito parco em novidades, 2013 chega-nos com alguma força e com possibilidade de alguns sucessos por antecipação. Embora o mercado televisivo americano esteja tal como a própria economia a rodopiar em si mesma sem saber onde vai cair. A criatividade de outros tempos parece agora tender a capturar formatos repetidos, e normalmente seguro por adaptações, pseudo remakes e até colagens a ideias que resultam em alguns canais. Séries como Homeland, Walking Dead e Once Upon a Time parece ter aberto um novo horizonte, mas o duelo continua a ser ganho pelo cabo. As novidades que por aí estão a chegar podem ser o melhor do ano, mas podem também cair no habitual erro de se imitar demais o que outros já fizeram.

Apresento de seguida algumas das estreias já previstas para os primeiros meses do ano:

Deception (NBC)

Será previsivelmente uma espécie de Cluedo americano. Partindo da morte de uma Socialite famosa aparentemente por overdose, a melhor amiga, agora detective resolve regressar ás origens e infiltrar-se naquela peculiar família a fim de descobrir a verdade sobre a sua morte.

Estreia a 7 de Janeiro

(mais…)

As audiências das séries americanas desempenham um papel fundamental na sobrevivência das mesmas, não só porque ditam a necessidade de mudança de rumo como libertam criativamente os seus autores a explorarem mais a fundo as suas histórias. Mas o principal perigo da guerra de números é se uma série vai ou não ser cancelada antes do tempo ou mesmo se vai ser renovada. Claro que neste jogo existem muitos outros factores decisivos, seja o apelo da critica (e os prémios) seja a necessidade de render o produto para os chamados limiares do syndication (este termo designa de forma simples que a série pode ser vendida em pacote para outras estações americanas a preços bastante rentáveis quando chega a um limite de episódios mínimo). Nesta temporada que não tem sido tão má em números como a anterior há algumas séries que já tiveram o destino traçado, mas a conjuntura apela a moderação quando se cancela um produto ou não e por isso muitas ainda estão na corda bamba. Analisemos então o que se passou nestes dois meses da fall season.

(mais…)